Felizardo Avelino Cerqueira

Felizardo Avelino Cerqueira
Créditos: www.altinomachado.com.br

Baseada em estudos sobre meu avô, reconheci a energia que me é natural: a de Amor Magnético da Nova Era.

Mais detalhes online e no livro de sua biografia

http://www.altinomachado.com.br/2008/04/os-kaxinaw-de-felizardo.html

e aqui

https://docs.google.com/document/d/1hb0ON7nHwwouIUJdkW2nlcVc5wrBxnRe7urJNA-icE0/edit

onde encontrei um texto dele datado de 1958, onde me vi nos seus relatos. Gostaria de reproduzir um trecho do livro (segundo link acima) que ele mesmo explica em sabias palavras esta Energia:

"Eu com o auxilio de estudo do esotérico, pude descobrir em mim uma força que vulgarmente chamam-lhe de magnetismo. Esta força vem desde criança, mas, eu ignorava completamente e só muito tarde foi que pude ir percebendo, mas, mesmo assim, em muitos casos, eu por não compreende-la dava-lhe o nome muito vulgar que quase todos ignorantes aplica (Diabo) (...) quando não é outra coisa esta força senão o verdadeiro Deus. Vibração em auxilio a própria humanidade.(…)"

"Eu quando tive o verdadeiro conhecimento das minhas forças internas, tratei de estar sempre em contato direto que cujas freqüências me foi coerente com as mesmas. Tenho hoje um conhecimento acima de todos meus sentimentos e vejo claro como a luz do dia que a terra muito necessita que o homem cultive esta fonte luminosa que dará aos homens um verdadeiro esclarecimento da verdade pura. Dizem os homens, que já estão esclarecidos "Conheça a verdade, a verdade libertar-te-á". Os esplendores da força magnética que achava acumuladas em todos os corpos que gravitam no cosmo, é a causa única de todos os fenômenos que vulgarmente chamam milagre ou sobrenatural. Milagre ou sobrenatural não existe, jamais existiu neste planeta, não há exemplo que possa-se constatar tais fenômenos. O que sempre toda vida existiu e existirá é uma força que o vulgo sempre ignorou e que tem sido ela manejada por homens como Moisés, Josué, Zoroastro, Jesus e muitos outros grandes iniciados. Onde ela foi mais estudada e praticada foi no Egito, Grécia, Assíria, Fenícia, Babilônia, Tiro, Alexandria e muitas outras, trazendo à terra um esclarecimento admirável. Mas, os homens sempre conservaram-na debaixo de um sigilo aterrador, dando origem às embrutecidas censuras da ignorância da parte de quem não conhece (...)". 

“(...)Em entrevista recente, Getúlio Sales, filho de Sueiro, também falaria sobre "rezas" e técnicas de  hipnose usadas por Felizardo durante tratamentos: "Curador ele era, mas não era com remédio, ele rezava. Não era bem reza, era negócio de espírito. Eu mesmo não vi, mas ouvi dizer. Mas, com meu pai, diz que estava doente, curou. Diz que estava muito doente. Disse pra ele: "Rapaz, eu vou te curar". Diz que Felizardo estava curando muita gente, mas meu pai duvidava. Diz que começou a rezar e meu pai ficou com sono. Ficou sentado, ficou que nem se está dormindo, rezou e que meu pai acabou que ficou bom" (Getúlio Sales, Tenê Kaxinawá, Rio Branco, agosto, 2007).(...)”